Leve o shopper para dentro da sua estratégia e da sua loja.

A maioria das empresas quando desenvolve o projeto do seu ambiente de vendas (seja uma loja física, um e-commerce ou um simples quiosque no shopping) é guiada principalmente pela imagem de marca que deseja construir.

A vitrine, o letreiro, a entrada do estabelecimento, a exposição dos produtos, a comunicação dentro do espaço da loja, o uniforme da equipe de vendas… Toda a experiência de venda e de compra é criada para tangibilizar a marca, ela está no centro de todo o processo. 

Isso não é completamente errado, e funciona para muitas empresas. Mas quem deveria estar no centro de todo esse processo não é o seu shopper? Todos esses materiais e o ambiente de compra não deveriam ser criados para ele?

Essa mudança de foco pode parecer sutil, mas não é. Pois vai levar você a novas soluções, capazes de promover uma maior conexão entre sua marca e seu shopper, potencializando ainda mais suas vendas.

E veja bem, eu não estou dizendo que a sua marca não é importante, e nem que ela deva ser ignorada nesse processo. A identidade da sua marca deve sim estar presente em todos os momentos, a exposição do produto deve valorizar seus diferenciais, mas você fará tudo isso pensando de que forma sua marca se conecta com o shopper, o que ele procura, o que valoriza em cada momento da compra e quais mensagens ou experiências podem influenciar as escolhas dele.

Vamos de exemplo, para você poder aplicar no seu negócio?

Na vitrine, letreiro ou Google Ad

Em vez de comunicar e mostrar os diferenciais da sua empresa ou dos seus produtos, procure despertar o interesse do shopper para que ele entre no seu estabelecimento ou clique no link para o seu site.

Na entrada da sua loja ou na página inicial do seu site

Em vez de exibir um monte de produtos, ajude o shopper a ter uma visão clara das diferentes soluções ou tipos de produtos que ele pode encontrar no seu espaço e onde cada categoria de produto está exposta. 

No provador físico ou virtual

Se o shopper pediu para experimentar o produto, ele provavelmente também é o consumidor, ou seja, a pessoa que irá usar aquele produto. E no momento em que experimenta, ele sai do modo racional da compra, para vivenciar a experiência de consumo. Esse é o momento de encantar com uma experiência de marca única.

Existem muitas ferramentas de Shopper Marketing para ajudar nesse processo de mapeamento da jornada do shopper dentro da loja (seja ela física ou virtual) e como desenvolver materiais e experiências que o conduzam de forma mais fluida e eficiente ao longo do processo de compra. Esses foram apenas alguns exemplos pontuais que trouxe para ilustrar a diferença que faz criar materiais e um ambiente de compra colocando o shopper no centro do processo. Afinal de contas, é isso o que faz a sua comunicação deixar de ser um monólogo da sua marca, para ser um diálogo com o seu cliente 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s